sábado - 21 / 02 / 2009

Criando um Pendrive de Boot com o Ubuntu

Já não é mais novidade que o Ubuntu 8.10, dentre melhorias (e novos bugs), trouxe consigo um programa cuja função é instalar o sistema em um dispositivo USB.

Possuindo o sistema instalado em um pendrive por exemplo, podemos dar boot em uma máquina sem cd-rom ou disquete (eu disse disquete?!?) e a partir daí, instalar o sistema sem grandes problemas.

usbTer um sistema Linux instalado em um pendrive é simplesmente tão útil quanto ter um live-cd (ou até mais), com a vantagem de que o pendrive ocupa bem menos espaço físico que o cd e, dependendo do espaço disponível (em disco), podemos instalar novos programas via apt-get e/ou guardar outras tantas tralhas que baixamos da internet e fazemos questão de levar para onde vamos.

Resolvi então, instalar o Ubuntu em um pendrive de 1 Gb que tenho por aqui.

Não é necessário formatar o dispositivo pois todo o sistema pode ser instalado em uma partição do tipo FAT, o que possibilita que os arquivos sejam "vistos" no Windows.Também não é necessário que o dispositivo esteja vazio, basta que tenha espaço suficiente para que os arquivos do Ubuntu sejam copiados (aqui usou cerca de 700 mb).

Primeiramente, vamos precisar de um dispositivo usb (pendrive, cartão SD, etc) com espaço disponível (pelo menos uns 800 mb, só pra garantir) e um cd do Ubuntu (ou imagem .iso).

Vamos à instalação:

Estou usando aqui o Ubuntu 8.10, mas o mesmo procedimento pode ser feito em outras versões, desde que o programa USB-Creator esteja instalado.

Plugue o seu dispositivo usb e espere que o mesmo seja reconhecido pelo sistema, insira o disco do Ubuntu no seu leitor e abra o USB-Creator. Para isso, vá até o menu Sistema > Administração > Create a USB startup disk ou, no terminal, use o comando $ sudo usb-creator

Será solicitada a sua senha, insira ela e confirme. A seguir, será apresentada a seguinte tela:

Ubuntu USBO programa detecta automaticamente o cd-rom e o dispositivo USB. Note que estou usando o cd de boot do Ubuntu 8.04 (o 8.10 está emprestado :-D ), mas ainda assim, funciona perfeitamente.

Verificado o espaço disponível, basta confirmar, clicando em Make Startup Disk e aguardar a cópia dos arquivos para o pendrive.

copiando arquivos
A cópia dos arquivos é bem rápida, aqui demorou apenas alguns minutos. Assim que terminar, se não houver nenhum erro, será exibida a tela abaixo:

instalação completa
Agora, basta deixar o pendrive "espetado", reiniciar a máquina e configurar a bios para dar boot através do dispositivo USB.

Como falei anteriormente, ter um "pendrive de boot" permite usar e instalar o Ubuntu em máquinas que não tem um leitor de cd ou DVD instalados (como um Netbook). Além disso, mesmo que seja somente para "testar", teremos um sistema bem mais rápido do que se estivesse rodando através de um live-cd, afinal, a velocidade de transferência do USB é maior que a do cd-rom.

Por outro lado, se está pensando em usar seu "pendrive de boot" em uma máquina antiga, pode ser que tenha problemas (e certamente terá), uma vez que muitas placas-mãe antigas não suportam boot através de dispositivos USB. Ainda assim, tendo a possibilidade de poder salvar outros arquivos no espaço restante do pendrive, vale a pena andar por aí com o seu "Ubuntu de bolso".

Referência:
http://en.wikipedia.org/wiki/Ubuntu_Live_USB_creator

31 Comments to “Criando um Pendrive de Boot com o Ubuntu”

  1. rafael stefanutto disse:

    Amigo, esse post foi fantástico!

    Para quem ja é experiente ou iniciante, esse post é demais!
    Muitooooo bom mesmo!

    abração por compartilhar essa ideia conosco!

  2. Paulo disse:

    Já consegui instalar o Ubuntu 11,04 no pendrive, não apenas como um instalador, mas como se fosse um HD, para o caso de ter problema no Hd e precisar acessar minha conta no banco. Mas ele exige um pendrive de mais de 4 Gb. No caso estou usando um de 8 Gb. Por isso pensei em instalar o Xubuntu, que é mais leve, num pendrive de 4 Gb. Mas o instalador do Xubuntu não tem a mesma felxibilidade do instalador do Ubuntu. Será que alguém tem alguma dica para isso?

    • diggao disse:

      Não tenho muita experiência com o Xubuntu. Sempre que o usei, foi após a instalação do Ubuntu.

      Vez ou outra costumo instalar um ambiente diferente do que vem por padrão. Como não fui muito com a cara do Unity, acabei instalando o XFCE no meu Ubuntu.

      Sobre o instalador, sempre achei que fosse o mesmo, tanto do Ubuntu, quanto do Kubuntu ou Xubuntu (na realidade, ainda acho que é o mesmo).

      Uma dica que posso lhe dar é eliminar programas ou pacotes que você não vai usar, assim, o espaço usado vai ser bem menor. Comece verificando se não existem programas redundantes, como por exemplo, vários navegadores (só um já basta). Remova o que não precisa e certamente obterá mais espaço no seu disco.

      Outra forma de ganhar um bom espaço e remover as versões antigas do Kernel, que só ficam no disco ocupando espaço após as atualizações do sistema.

  3. Deyvid Cardoso disse:

    Kra,
    bem espcífico o Post, me
    ajudou muito.

    Nota 10 !!

  4. Mustang94 disse:

    Ola, eu criei em um pendrive de 8gb, instalei o skype e o google chrome. Porém ao tentar instalar o libre office 3.5 faltou espaço. Teria que ser um pendrive maior ou tem algum massete na criação para utilizar melhor o espaço e ter o ubuntu atualizado em um pendrive de 8gb?

    • diggao disse:

      Sendo de 8Gb não deveria faltar espaço.

      Você provavelmente limitou o espaço no qual a distro deveria ser instalada (ele deixa por padrão um espaço mínimo).

      No momento da criação do pendrive você pode escolher quanto espaço quer deixar disponível para instalar outros pacotes, basta deslizar a barra para selecionar a quantidade de espaço desejado.

      O melhor agora seria recriar o pendrive de boot e reservar um espaço maior para programas adicionais.

      • Mustang94 disse:

        ok, to tentando agora com o 64 bits, a barra vai ate 4 gb na criaçao. Ja tenho o 32 no hd, eh otimo ter o seu programa do jeito q vc quer em qualquer maquina que vc estiver! abrçs

  5. João disse:

    O programa sugerido na dica bem como o excelente UnetBootin não funcionam para criar um disco de boot (ou pendrive de boot) pois, grande parte deles só aceita trabalhar com distribuições específicas. Explico: Tentem fazer um pendrive bootável do OpenSuse, do Mageia, do FreeBSD… usando a forma aqui sugerida ou mesmo o UnetBootin. Enfim, seria interessante listar um conjunto maior de opções de geradores de boot. Valeu e tudo de bom.

Deixe um comentário

Campos marcados com * são obrigatórios Você pode usar essas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Spam Protection by WP-SpamFree

Translate